Receita bruta de jogo em casinos de Macau cai

Nuno Sampaio Jul 25 2014:

A notícia surge pela primeira vez em direcção inversa e por isso mesmo ganha contornos especiais. O que se pensava impossível de suceder na atual capital do jogo veio mesmo a acontecer no passado mês. A receita bruta do jogo nos casinos de Macau teve no mês de Junho a primeira descida dos últimos quatro anos.

As receitas em Macau recuaram 3,7% em Junho o que se traduz em 27 215 milhões de patacas, mais precisamente em 3402 milhões de dólares. Esta oscilação ganha contornos de maior destaque por ter sido a primeira vez que os rendimentos dos casinos de Macau mostraram uma descida desde 2010 (altura que o governo de Macau começou a publicar os dados mensais da receita bruta do jogo nos casino).

Se compararmos com a receita do mês de Maio, a quebra acentua-se para os 15,9%. De qualquer modo, esta descida não vem alterar os registos positivos gerais do primeiro semestre de 2014 onde se regista um crescimento de 12,6% (algo como 24 136 milhões de dólares). No entanto, este decréscimo era já há muito esperado pelos analistas de mercado que afirmavam que a espiral ascendente dos rendimentos dos casinos de Macau tinha de sofrer um revés mediante a atual conjuntura económica.

Muitos poderão agora especular que este abrandamento poderá significar uma curva descendente a solidificar-se nos lucros gerados pelos casinos de Macau enquanto outros certamente defenderão que se trata apenas de um caso isolado.

Seja como for, Macau continua a defender com unhas e dentes o estatuto de nova capital do jogo, destronando há muito Las Vegas. Em Macau, neste momento existem 35 casinos de seis concessionárias, o que se traduz em 5746 mesas e 15 310 máquinas de jogos.