Accionistas aprovam fusão entre a Bwin e PartyGaming

Existe mais uma fusão no mercado. A Bwin Interactive Entertainment AG e a PartyGaming Plc (PartyGaming) protagonizam a primeira fusão com notoriedade do ano.

Os accionistas das duas empresas aprovaram a respectiva fusão em assembleias-gerais extraordinárias. Em cada reunião a aprovação da fusão foi condição primordial para a fusão proposta.

Norbert Teufelberger (Bwin) e Jim Ryan (PartyGaming) mostraram-se optimistas e entusiasmados com a decisão: “As reuniões com os accionistas foram um passo importante para a conclusão da fusão das duas empresas. Estamos deveras entusiasmados com o facto que ambos os grupos de accionistas tenham visto e concordado com os benefícios económicos, operacionais e estratégicos para a criação do que acreditamos ser a maior empresa do mundo de jogo online.”

A assembleia-geral extraordinária da PartyGaming teve lugar em Gibraltar, onde os accionistas aprovaram as nove resoluções respeitantes à aprovação da fusão com a Bwin e à alteração do nome da PartyGaming Plc para bwin.party digital entertainment plc.

Por sua vez, a assembleia-geral extraordinária da Bwin contou com 335 sócios. Estes representaram um total de 18,1 milhões de acções. As medidas legais discriminadas no plano de fusão virão a ser postas em prática nas próximas semanas.

Os accionistas da Bwin vão receber 12,23 títulos da Bwin.party em libras por cada acção que possuem da empresa. A troca de acções será então efectuada gratuitamente e de modo automático.