Asset 1

Ainda é do tempo do Poker na TV? Nós somos e queremos que volte!

Poker na televisão

Ainda é do tempo do Poker na TV? Nós somos e queremos que volte!

Autor Raul Nogueira
December 5, 2019
1238
0

Uma breve pesquisa no Google permite-nos constatar que as últimas emissões e programas dedicados ao Poker na SIC Radical terão sido exibidos no ano de 2010 e que, em 2014, a SIC ainda exibia com orgulho etapas da European Poker Tour. Lembra-se de como era?! As emissões eram tardias, pelo que normalmente só os mais jovens podiam assistir. Aos programas e ao próprio jogo estavam associados conceitos (ou preconceitos) de ócio e dinheiro fácil.

O que se passou depois?

Torneios em Salas Reais

Deixaram de existir transmissões de torneios de Poker em canais de televisão abertos, mas tal não quer dizer que os portugueses tenham perdido o interesse na modalidade, que ganhou mais praticantes. Os torneios de Poker internacionais (WSOP e EPT) ganharam popularidade entre nós, com jogadores portugueses a arrecadarem torneios e somas avultadas. Recordemos apenas os casos de João “Naza114” Vieira, Pedro “skyboy” Oliveira ou Manuel Ruivo, que participaram em mesas finais da WSOP 2019. Os casinos Solverde recebem etapas destas provas internacionais e promovem torneios próprios, sempre repletos de participantes lusos.

Poker online

Visto que o Poker desapareceu por completo da televisão portuguesa, só podemos concluir que esta popularidade foi construída nas salas de casino e online, hipótese que é facilmente comprovada se analisarmos o crescimento do jogo e do Poker em casinos online, tanto a nível nacional como global. O atual interesse dos jogadores portugueses pelo Poker online é igualmente confirmado pela grande participação de utilizadores nacionais em plataformas de jogo como o Twitch, onde os jogadores podem expor as suas jogadas e procurar ou prestar serviços de coaching, e também pela entrada de marcas dedicadas a este jogo em Portugal, como é o caso do 888 Poker ou do Pokerstars.

Todavia, apesar da legalização e de todas as medidas no sentido de tornar o jogo uma atividade transparente, a busca por lucros ilegítimos leva muitas vezes à proliferação de sítios e esquemas de jogo ilegal (de Poker e outros). É essencial e cada vez mais premente travar este tipo de iniciativas, pois as mesmas constituem um risco para todos os envolvidos. Nesta medida, tendo em conta todos estes fatores e também o facto de o Poker se encontrar na iminência de se tornar uma modalidade olímpica, consideramos ser do interesse de todos que regresse às emissões televisas.

Na nossa opinião, o jogo deve ser entendido como uma atividade de entretenimento legal e legítima, insuspeita e estimulante a nível intelectual. Temos a certeza de que voltará a cativar muitos espetadores, estando convencidos de que a televisão poderá desempenhar um papel importante na desmistificação e normalização do jogo e do Poker em particular.